sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Boxer - Amputação da Cauda


No livro mais antigo em todo o mundo que fala sobre cães, escrito por Columella e datado do século I DC, ensinava-se que se deveria cortar a cauda aos cachorros com 14 dias e puxar os tendões para fora. A finalidade desta amputação seria a de evitar a raiva que se pensava, na época, ser provocada por vermes que se instalavam no corpo dos cães.Esta razão adaptou-se com o passar dos séculos, assim, o motivo apresentado para justificar a amputação da cauda nos Boxers devia-se ao facto de esta raça ser utilizada na caça, pelo que a cauda era um dos seus pontos fracos, que facilmente se machucava e cuja cura era difícil visto o animal a manter em constante agitação.A amputação da cauda deverá ser feita nos primeiros dias de vida do cachorrinho (entre o primeiro e o quarto dia) devendo ser feita por um médico veterinário. A pele da cauda deverá ser puxada em direcção ao corpo do cachorro para que, depois de amputada, exista um excedente de pele para cobrir o coto e permitir que o ponto seja dado na parte de baixo o que, para além de dar um aspecto mais bonito, reduz a hemorragia e facilita a cicatrização. A cauda é amputada entre duas vértebras, sendo o corte dado, geralmente, entre a 3ª e a 4ª vértebra.A amputação da cauda tem como inconveniente o facto de prejudicar o importante sistema canino de sinais de cauda que se revela importante nos encontros entre cães.

Um comentário:

NiCk69BrOzZ disse...

c não corta.. tm alguem problema?!